Refaítas bíblicos, antigos “gigantes de 8 metros” e sua relação com os nefilim

Autor: Redação CODIGO OCULTO                                   Tradução de: Rafael Barros

Existem diversas lendas de gigantes al redor do mundo e em quase todas as mitologias. É possível que não exista uma só cultura na Terra que não mencione a antigo gigantes, destacando por sua enorme força e sua altura sobre-humana.

A mitologia grega enfatiza o domínio dos gigantes conhecidos como os titãs e sua posterior queda. Foi da Grécia de onde veio o mito familiar para nós dos atlantes, “sustentando o cofre do céu”. Mas quem eram esses Titãs e Atlantes não está claro com certeza.

Zeus e os deuses do Olimpo levaram aos Titãs a sua queda. Enquanto à Atlântida, os antigos filósofos falavam claramente de sua existência e posterior inundação. Também se dizia que os habitantes da Atlântida, os Atlantes eram gigantes.

Os gigantes também se mencionam nas mitologias egípcia, suméria, eslava antiga, escandinava, japonesa, chinesa, nativa americana, mitologia andina etc. No hinduísmo, atuam sob o nome de Asuras. Também há gigantes nas fontes bíblicas, os antigos judeus conheciam a misteriosa civilização de titãs, peculiares mestiços, filhos de anjos caídos e mulheres mortais.

Refaítas, antigos gigantes

Refaítas e sua relação com os Nefilim. Imagem: Pinterest

No Antigo Testamento e os textos pré-judeus de Canaã há referências à raça dos Refaim ou Refaítas. Na Septuaginta e a Vulgata, essa palavra se traduz como “gigantes”. Também, esse nome começou a se chamar os ímpios, aqueles que estavam cheios da santidade e a pureza também “os mortos”. Os judeus chamavam assim as tribos altos da Palestina, conservadas desde tempos antediluvianos. Também se mencionam os Nefilim, seres angelicais, dos quais descenderiam os Refaítas.

O Livro de Jó diz:

Os Refaítas tremeram sob as águas, e os que nelas habitam”.

É de destacar que aqui se anota a frase “sob as águas” que recorda à mesma antiga lenda da Atlântida submersa.

Gigantes de mais de 8 metros

Os Refaítas também podem-se identificar com os Nefilim. No Livro de Enoque, os Nefilim são os filhos dos humanos e os Anjos Guardiões, enquanto os Refaítas são os descendent4es dos humanos e os anjos caídos. Em certos apócrifos, diz-se que os Refaítas são monstros terríveis, “18 cotovelos de altura, com 16 fileiras de dentes e 6 dedos de mãos e pés”. Foi observado sua notável força física e bravura. Cabe destacar que 18 cotovelos equivale a 8.2 metros.

O local de moradia dos Refaítas supostamente estava nas terras dos amonitas ou a terra de Basán e Moab, mas sua verdadeira pátria permanece desconhecida. Depois da chegada dos judeus à Palestina, os gigantes estiveram praticamente ausentes dessas terras. As lendas dizem que algumas tribos nas que viviam pessoas altas.

Representação de um gigante. Imagem: Pinterest
O gigante Golias

Os Refaítas incluem a Golias, um misterioso guerreiro gigante4s que lutou do lado dos filisteus (anteriormente “pessoa do mar”). Todo o mundo conhece o mito de como Davi derrotou o gigantes de um só golpe de estilingue. Obviamente, Golias era um homem e não uma entidade sobrenatural.

Parece que se realmente se considerava o Golias descendeste dos Refaítas, seus distantes antepassados apenas se pareciam aos descritos nas lendas apócrifas. É provável que esses gigantes puderam ser uma subespécie de humanos, existiram antes do Dilúvio ou inclusive da Idade do Gelo. A ciência nega a existência de civilizações anteriores à era glacial, mas isso não significa que não existiram. Além disso, isso não prova que depois da queda das précivilizações, seus representantes evaporaram por completo.

Ishbi-benob e outros gigantes bíblicos

As crônicas dizem que ao menos mais quatro gigantes lutaram do lado dos filisteus contra os judeus e o povo da Palestina. O famoso era Ishbi-benob “cuja lança pesava 300 giros de bronze”.

Golias lutando contra Davi. Imagem: fayerwayer.com

Ishbi-benob estava a par da popularidade de Davi depois de sua vitória sobre Golias. Mas a batalha entre o gigante do rei judeu nunca se levou para fora. Ishbi-benob não foi morto por Davi, sendo por Abisai, filho de Saruin, Golias tinha um irmão chamado Lahmi, que foi ferido por Elhanam. Além disso, um guerreiro refaíta chamado Safuth lotou pelos filisteus, mas foi derrotado por outro herói da antiguidade: Sovohai.

Não se menciona o nome do quarto refaíta do lado da “pessoa do mar”. A Bíblia fala de anormalidades em seu corpo e seis dedos. Esse gigante já foi vencido Jonatan, o filho do irmão de Davi. Os filisteus perderam a guerra contra dos judeus e logo desapareceram por completo como raça.

Junto com eles, seus contos e mitos desapareceram. Portanto, a ciência reconhece aos lendários gigantes da antiguidade como nada mais que uma ficção dos cronistas, mas, porque então se mencionam em quase todas as partes. Foram um subproduto da fantasia coletiva da humanidade. Era quase impossível em tempos tão antigos.

A pergunta de quem eram exatamente os Refaítas segue sem resposta. Mas sejam quem sejam, já não existem em nosso mundo. Se alguma vez sua civilização foi considerada poderosa na Terra, então esses tempos se tem juntado para sempre no esquecimento. O único rastro restante deles são os mitos e as lendas.

Fonte: CODIGO OCULTO

Publicado por Rafael Barros

Sou analista de sistemas apaixonado pelos estudos da teoria dos antigos astronautas e pesquisador da Associação Mato-grossense de Pesquisas Ufológicas e Psiquicas- AMPUP - MT

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: