Antigos Astronautas: “8 antigas pinturas que demonstram sua existência”

Autor: Erick Sumoza

Traduzido por: Rafael Barros

A teoria dos Antigos Astronautas é um das mais conhecidas e famosas da ufologia. As provas que sustentam essa teoria encontram-se nas pegadas que deixaram no passado. Especialmente nas captadas por nossos antepassados.

Humanoide na caverna de Pech Merle.

Os Antigos Astronautas são uma teoria fatível? Para explicar isso, podemos tomar como exemplo a Segunda Guerra Mundial.

Durante o conflito, as tribos primitivas que haviam estado isoladas durante séculos, viram perplexos como grandes máquinas metálicas e voadores aterrissavam dos céus.

Os serem que desceram eram altos, brancos, com trajes estranhos. Não caçavam, falavam um idioma estranho e tinham conhecimentos e artefatos que eles nunca antes tinham visto.

Esses seres eram soldados americanos que voltavam a seu país depois da guerra, sem saber que haviam deixado naquelas tribos. Os nativos começaram a construir aviões com bambu e ramas, os anciãos contavam aquele sucesso as novas gerações. Sem dúvida, haviam marcado a história dessas civilizações.

Se isso sucedeu em nossa época, o que nos evita pensar que no passado remoto, quando a humanidade era totalmente primitiva, não vivemos um evento similar.

As antigas civilizações deixaram registros daquela antiga visita de seres altamente avançados e desenvolvidos.

Pintura na caverna de Pech Merle

Os estranhos desenhos na caverna de Pech Merle, perto de Cabrerets, na França, são a representação de vários animais selvagens

No entanto, no meio há um estranho humanoide com extremidades compridas e cauda. Além disso, também há 3 objetos voadores no desenho.

Prova dos antigos astronautas nas cavernas Niaux.

As pinturas rupestres têm uma idade aproximada de 17.000 a 19.000 anos e até o momento, os arqueólogos não sabem a quem fazem referência.

Arte das cavernas de Niaux, França

Nas cavernas de Niaux, França, há uma pintura que parece ser o diagrama ou os planos de nave espacial.

Esse desenho é um dos mais enigmáticos e uma das principais provas da visita dos Antigos Astronautas, já que data do ano 13.000 a.C. ou a 10.000 a.C.

Pinturas rupestres de Val Camonica, Itália
Humanoides em pinturas rupestres de Val Camonica.

Essa figura mostra figuras humanoides com uma espécie de aureolas das que emana luz.

Somados a isso, há muitos outros desenhos de menor tamanho que datam do ano 10.000 a.C. Entre os mais estranhos, está o que parece ser um astronauta e outro que se assemelha ao traje de um mergulho.

Petróglifos do Cânion de Sego, Thompson, Utah
Petróglifos em Utah.

Um dos mais conhecidos pelo público em geral e os teóricos dos Antigos Astronautas. Esse sitio tem sido o lar de, ao menos, 3 culturas nativas que variam um período de tempo de 8.000 anos.

Algumas das peças de arte são búfalos, cavalos e outros animais. Porem outros são humanoides com olhos grandes e ovais. Segundo os especialistas. Essa arte data do ano 6.000 a. C.

Tassili N’Ajjer Arts, deserto do Saara, Argélia
Antigos Astronautas na Argélia.

Em Argélia, também há o que parecem ser representações de Antigos Astronautas. A primeira imagem, mostram humanoides com uma auréola similar as que se encontram em Val Camonica, Itália.

Outras mostram estranhos objetos voadores e figuras com olhos grandes e ovais. A maioria estão em Tassili, no deserto do Saara no norte da África, e pertencem ao ano 6.000 ou 7.000 a.C.

Wandjina Rock Arts, Kimberley, Austrália
Humanoides na Austrália

A arte rupestre de Wandjina, é o exemplo mais claro de arte que representa aos Antigos Astronautas.

Essa arte rupestre é do ano 3.800 a.C. e mostram humanoides de grandes olhos que tinham uma grande importância para os aborígenes. De fato, de acordo aos testes, essas pinturas eram «restauradas» com novas capas de pinturas frequentemente.

Algumas dessas peças de artes são das mais antigas da Austrália, e os aborígenes, os locais a chamam «O deus do clima».

Os hieróglifos do helicóptero, o templo de Seti I, Egito

As pirâmides de Gizé são altamente conhecidas em todo o mundo, e contam com centenas de teorias, incluindo dos Antigos Astronautas.

Veículos modernos em hieróglifos egípcios.

No entanto, a prova mais clara de visitantes de outros mundos no passado remoto no Egito, encontra-se em Abydos, no Templo de Seti, com 3.000 anos de idade.

A tampa do sarcófago do rei maia Pakal

Erich von Däniken tornou mundialmente conhecida ao Rei maia Pakal, ao assina-o como um antigo visitante do espaço.

O sarcófago onde encontram-se os restos desse personagem, está repleto de referências a OVNIs e extraterrestres.

De acordo ao pesquisador, a figura central do sarcófago é um extraterrestre dentro de uma espécie de nave espacial.

Os controles, os comandos, pedais, tubulação, cabos e botões faz referência a um veículo moderno.

Von Däniken escreveu o seguinte:

«No centro desse marco há um homem sentado, inclinado para frente. Tem uma máscara no nariz, usa suas mãos para manipular alguns controles, e o calcanhar de seu pé esquerdo está numa espécie de pedal com diferentes ajustes. A parte traseira está separada dele; está sentado em uma poltrona complicada, e fora de todo esse marco, se vê uma pequena chama como um tubo de escape »

Fonte: https://www.ufospain.es/2021/07/05/antiguos-astronautas-8-pinturas-antiguas-que-demuestran-su-existencia/

Publicado por Ufologia & Cosmos

Sou analista de sistemas apaixonado pelos estudos da teoria dos antigos astronautas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: