Os mistérios que oculta a maior pirâmide maia de todas

Além de ser a pirâmide mais alta da Mesoamerica, quais seriam todos os mistérios que oculta o sitio arqueológico de Toniná, em Chiapas.

A Pirâmide do Sol em Teotihuacán foi considerada por muito tempo a pirâmide mais alta em território mexicano, mas no sitio arqueológico de Toniná, em Chiapas, encontraram a maior pirâmide: a Acrópole de Toniná.

Como havia passado o início do século XX, essa pirâmide localizada no coração da selva chiapanesa, estava oculta debaixo de montanha de terra, tornando-a a parecer como mais uma colina.

No entanto, em 2009 os arqueólogos encontraram os rastros da pirâmide que tem 75 metros de altura, com 7 níveis e 260 escadas, que coincidem com o calendário lunar maia, e uma antiguidade de 700 anos de acordo com o INAH.

Essa pirâmide é tão alta que se conecta com os demais espaços da zona arqueológica. A entrada sul se encontra um campo de jogo de pelota, assim como o Templo da Guerra, que na frente tem 5 altares.

Ao passo que do lado norte se encontram outros cinco altares e ao fundo da pirâmide que também incluem outo palácios, 13 templos, um de cada deus maia, e uma praça, alcançando assim até 94 hectares das quais só 2 quilômetros têm sido protegidos legalmente para a escavação arqueológica.

Toniná provem de tzeltal que quer dizer “a casa de pedra” ou “o lugar onde se levantam esculturas de pedra em honra do templo”, segundo o INAH, ainda que o linguista César Corzo o traduz como “onde escurece” ou “casa do poente”.

Todo o sitio se caracteriza pelo passar do tempo: a Acrópole foi contemplada no período de centenas de anos até se erguer como uma cidade maia igual ou mais importante que Palenque.

De acordo com Emiliano Gallaga, diretor da zona arqueológica de Toniná:

“De fato, Toniná derrotou Palenque e algumas investigações apontam a que nesse lugar foram tomados prisioneiros dois filhos de Pakal”.

No interior se tem encontrado diversos objetos e murais que tratam sobre a história desse sitio, assim como de seus governantes.

Esse é o caso de Tzotz Choj, uma escultura do governante Murciélago-Jaguar, nos murais do Palácio do submundo no terceiro nível da pirâmide.

Assim mesmo, os especialistas têm encontrado evidencia de influencias da arquitetura olmeca, teotihuacana e até tolteca, Gallaga também explica:

É uma grande surpresa constatar que a pirâmide foi feita quase em sua totalidade pelo arquitetos pré-hispânicos, e, portanto, é mais artificial do que natural”.

Esta situação se aplica porque se pensava que quase toda era um morro ou monte natural, mas as recentes evidencias tem revelado que quase toda em sua totalidade foi edificada pelos antigos moradores

Quantos mistérios do mundo maia e de Toniná ficaram para ser desvendada. Dê uma olhada no seguinte vídeo e deixa-nos seu comentário mais abaixo.

Fonte: https://www.ufo-spain.com/2020/08/30/misterios-oculta-piramide-maya-mas-grande-de-todas/

Publicado por Ufologia & Cosmos

Sou analista de sistemas apaixonado pelos estudos da teoria dos antigos astronautas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: